terça-feira, 18 de abril de 2017

TVD - Final Épico (mas com falhas)




Eu sei que este post está bem atrasado, mas é que eu demorei para assistir ao último episódio de The Vampire Diaries (TVD, para os mais íntimos). Na verdade, eu nem ia assistir, porque já fazia tempo que não acompanhava o seriado. Eu era muito fã no começo, mas comecei a perder o interesse depois da quarta temporada. Senti que já não tinha mais nada de interessante para acontecer e que os roteiristas estavam apenas inventando besteiras para alongar a série o máximo possível (típico problema de seriado que faz sucesso: eles querem alongá-lo de qualquer maneira, mesmo que não tenha mais nada de interessante para mostrar).  




Enfim, eu não iria assistir ao final, mas uma voz dentro de mim me obrigou................ainda bem! Nunca que eu poderia imaginar que gostaria tanto. Até me arrisco a dizer que foi um dos finais mais bonitos que já assisti em um seriado. Eu estava tão errada de achar que o episódio seria todo sobre o Damon e a Elena e o romance brega deles (sim, eu sou Stelena e sempre vou ser).




Felizmente, o romancezinho vampiresco estava longe de ser o foco do episódio, por isso que eu gostei tanto, principalmente da cena final. Devo ter assistido àqueles minutos finais umas dez vezes e, a cada vez que eu revia, mais lágrimas caíam dos meus olhos............foi tão lindo! Quem poderia imaginar que uma historinha de vampiro terminaria assim, enfatizando uma mensagem tão importante para a nossa vida?! Ainda não consigo acreditar.




Porém, apesar de o final ter sido perfeito, o mesmo não pode ser dito de todo o resto do episódio. Houve algumas falhas, principalmente no que diz respeito à morte do Stefan, que foi ridícula e desnecessária. Afinal, por que ele simplesmente não deixou a Katherine amarrada no túnel, esperando que o fogo chegasse e a matasse?! Foi tão patético ele ter morrido daquele jeito, os roteiristas deveriam ter pensado em algo melhor. 




Outra coisa muito mal explicada foi o modo como o Damon sobreviveu. Primeiro porque eu acho que seria muito difícil o Stefan surpreender o seu irmão daquele jeito e enfiar a injeção (com seu sangue, que continha a cura para o vampirismo) nele. O mais provável seria que o Damon tivesse escutado ele chegando e, assim, teria o impedido de fazer qualquer coisa.




Segundo, é estranho o fato de o Damon não ter morrido com o fogo, uma vez que ele ficou lá, inconsciente (depois de ter recebido a cura), deitado bem ao lado do túnel em que o fogo passou. Afinal, se o fogo do inferno é o mais poderoso de todos, deveria ter destruído tudo ao redor dos túneis também, não é?! Enfim, esse cena toda deveria ter sido mais bem planejada.......




O Stefan era um dos meus personagens favoritos, mas eu sei que ele deveria morrer de alguma maneira (de preferência que tivesse sido de um jeito mais convincente), porque a Caroline provavelmente vai participar do The Originals e, como ela tem todo aquele lance com o Klaus, o Stefan iria atrapalhar as coisas se continuasse vivo. Sendo assim, matá-lo era a maneira mais simples de evitar problemas futuros.  




Concluindo, a morte do Stefan acabou sendo útil por dois motivos: proporcionou um final lindo e emocionante para TVD, e vai permitir que a Caroline tenha uma nova história em The Originals. Estou ansiosa para ver o meu casal de vampiros favoritos juntos de novo =)

#Klaroline





Bjinhos vampirescos, 


Tati.


domingo, 18 de dezembro de 2016

Farsa em TODA a temporada - MasterChef Profissionais 2016




A farsa escancarada na final do MasterChef Profissionais (clique AQUI para conferir o post) me abriu os olhos: TODA a temporada foi uma farsa também. Lembro que ocorreram algumas coisas "estranhas" durante o programa, mas, na época, não me importei e deixei pra lá...........só que agora, depois daquela final ridícula, tudo passou a "clarear" e a fazer sentido. Bora conferir aqui comigo:


PROVA DAS "SOBRAS" - Episódio 4


Nessa prova, os competidores tinham que elaborar pratos a "nível MasterChef" usando "sobras":





E, ao ver os produtos que fariam parte da prova, o Marcelo comemorou e disse aos jurados que estava muito feliz com a prova, que são produtos que ele gosta muito de trabalhar.........





O prato que ele serviu nessa prova foi esse daqui:





E, estranhamente, os jurados foram muito duros na avaliação............principalmente o Jacquin, que pegou muito pesado com ele, de um jeito até antiético. Logo depois de o Marcelo explicar como fez o prato, o jurado perguntou, em claro tom de desprezo (sem nem ter experimentado ainda): "Você fez tudo isso para apresentar isso?"





E, ainda sem ter experimentado o prato do menino, o Jacquin o humilha dizendo: "Está ridículo isso!":





Passando para o Ivo, este apresentou o seguinte prato nessa prova:





Ao avaliarem o prato dele, os jurados também pegaram pesado (não tanto quanto foi com o Marcelo) e, novamente, o Jacquin foi o que mais exagerou nas palavras. Antes mesmo de experimentar o prato, disse "Isso aqui está horrível" (tá certo que a apresentação não é lá das melhores, mas o que mais importa é o sabor, não é?! Como um jurado que se preze pode falar que algo está horrível antes mesmo de experimentar? Total falta de ética e bom senso).   





Passando para a Dayse, esta começou a prova bem perdida e sem saber o que fazer...........




E o que ela faz quando está sem ideia?! Isso mesmo, massa:





Os jurados amaram o prato dela e ela ficou entre os melhores (só que quem ganhou a prova foi a Fádia), MAS, pensa comigo, essa avaliação foi um pouco estranha, não foi?! Primeiro que a apresentação do prato não está bonita, mas nenhum dos jurados a humilhou por isso (como o Jacquin fez com o Ivo e com o Marcelo, antes mesmo de experimentar). Segundo que fazer massa não é o melhor jeito de aproveitar as sobras.......ou seja, ela não focou tão bem no objetivo da prova.........o próprio Ivo questionou isso na entrevista: "O que tem a ver fazer uma massa com reaproveitamento de verdura, cabeça de peixe......?! Não concordo com isso" (e, convenhamos né gente, ele tem um pouco de razão):





PROVA DE "RECONSTRUIR A TORTA DE LIMÃO" - Ep. 6


Nessa prova, os participantes tinham que "reinventar" a torta de limão, ou seja, tinham que fazer uma torta de limão diferente do convencional, algo criativo, saboroso e, claro, a "nível MasterChef".

  



O Ivo entregou esta sobremesa aqui:






Os jurados pegaram um pouco pesado na avaliação, disseram que não gostaram muito da apresentação, que parecia uma sobremesa de aniversário e que não estava no "nível MasterChef". Disseram que estava saboroso, mas que era uma sobremesa muito simples e muito aquém do que ele poderia fazer.......resultado disso foi: o Ivo foi para a berlinda junto com  a Priscylla...........é nítida a expressão de inconformação do cozinheiro por estar ali no "paredão":





Passando para o Dário, este preparou a seguinte sobremesa:




Os jurados gostaram do prato, disseram que estava saboroso e que a apresentação era bem criativa e original. O Jacquin chegou a dizer que estava parecido com o da Dayse, só que montado de um jeito completamente diferente (sim, o do Dário está infinitamente mais complexo que o dela, como veremos daqui a pouco). Só criticaram algumas coisinhas: falta de acidez, a proporção dos ingredientes não está muito equilibrada...........





Agora bora analisar a Dayse, mas, antes, é importante lembrar que ela estava super perdida na prova, mudou seu plano um monte de vezes.........





Depois de mudar a sobremesa umas trocentas vezes, ela entregou esta daqui (que, segundo ela, foi o seu Plano Z):





Os jurados elogiaram muito e ela foi nada mais nada menos que a vencedora da prova, mas é óbvio que a decisão não foi lá muito justa né: eles condenaram o Ivo por fazer uma sobremesa simples, mas, vem cá....... em que universo paralelo esse prato da Dayse está complexo? Parece até prato que se serve em lanchonete, vai..........nada a ver ela ter ganhado essa prova. E me arrisco a dizer que ela é que deveria ter ido para a berlinda com a Priscylla (mas esta deveria ter sido a eliminada mesmo, já que o prato dela era claramente o pior de todos ali). Ah, e só para constar: na hora que o Jacquin anunciou que a Dayse havia ganhado a prova, nem ela acreditou..........





Nessa época, eu (e imagino que muita gente) ainda não reparava, mas o Marcelo já fazia comentários criticando a Dayse (e claro que a produção da Band já estava de olho nele, usando-o como a "figura machista" do programa e incitando ódio contra ele):






Bom, não concordo com esse jeito arrogante do Marcelo falar (e a sobremesa da Dayse não estava ridícula, mas apenas simples demais), mas não podemos negar que ele tinha um pouco de razão: a Dayse, de fato, não merecia subir. Quanto ao Dário, já acho que ele merecia subir, junto com o Ivo. A Priscylla merecia ter sido eliminada mesmo (afinal, a massa dela estava até crua), mas acredito que a Dayse é quem deveria ter ido para a berlinda com ela. 








E, claro, não podemos deixar de comentar sobre o discursinho anti-machismo que a Ana Paula sempre faz nas entrevistas com as mulheres recém-eliminadas do programa. Na entrevista com a Priscylla, elas falaram do "preconceito contra mulher bonita". 





PROVA DO "SURF AND TURF" (MISTURA DE MAR E TERRA) - Ep. 9


Nessa prova, os competidores teriam que combinar algum tipo de carne com algum fruto do mar:





Só que quem escolhia uma das proteínas (de terra ou de mar) que cada participante iria usar era ninguém mais ninguém menos que o Marcelo, vencedor da primeira prova do episódio e já semi-finalista da competição. Na época, eu havia achado muito estranho esse negócio de deixar o participante que já está no mezanino interferir em uma prova tão importante como essa, que iria selecionar quem seriam os outros dois semi-finalistas............mas agora está tudo muito claro: era uma ARMADILHA para o Marcelo e ele caiu que nem um patinho.........





A produção já estava de olho nele há um bom tempo, ele sempre fazia comentários contra a Dayse e aí armaram essa situação porque sabiam que provavelmente ele ira usar isso para tentar derrubar a menina............e foi exatamente o que o bobão fez. Repare na cara da Ana Paula (cara de "vai, idiota, morde a isca!") quando ela pergunta para o Marcelo o porquê de ter escolhido fraldinha para a Dayse. O besta "solta" tudo, diz que quer complicar a vida da menina e tudo mais..........e aí é claro que o povo todo se revoltou contra ele e ficou "cego" para a farsa que foi essa temporada........  





Agora bora analisar a avaliação dos jurados e vamos começar pelo Dário, que fez o seguinte prato:





Os jurados gostaram do prato, mas ficaram batendo na tecla de que estava muito gorduroso.........o Fogaça chegou a falar "adoro gordura, masssss......." mas o que??? Ele entregou o jogo: a gordura estava saborosa, só que eles tinham que "caçar" algum defeito no prato. A Paola chegou a dizer que o Dário deveria ter cortado mais a barriga de porco, mas, na entrevista, o cozinheiro disse que não concorda que cortar a parte mais saborosa da carne seria uma boa (e, de fato, ele tem razão).





Agora bora analisar o Ivo, que fez o seguinte prato:




A avaliação dos jurados também foi um pouco estranha. O Fogaça não disse nada (ou então cortaram o que ele disse na edição). O Jacquin disse que está bom, saboroso, bem feito, só criticou a apresentação. A Paola praticamente só ficou dando voltas e não disse coisa com coisa: "se você pega tal coisa e tal coisa, um complementa o outro..........se você pega aquela outra coisa com aquela outra coisa, um complementa o outro...........mas você pegou uns 'bichinhos' que não se dão muito bem juntos, mas você tem muita técnica.........difícil de avaliar esse prato........tecnicamente está bom, sabor está bom" Ok, agora traduz por favor porque não entendi nada haha Bom, na verdade, entendi muito bem: você adorou o prato, mas tem que fazer parecer que não gostou tanto assim..........



E, agora, bora analisar a avaliação do prato da Dayse, que fez o seguinte prato:






Os jurados amaram o prato, fizeram mil elogios..............o Fogaça disse que o Marcelo tentou ferrá-la, mas parece que não conseguiu (e isso é lá postura de jurado, ficar comentando se o fulaninho queria ou não ferrar alguém?!) e ainda teve aquele teatrinho podre da Paola chamar o Marcelo para experimentar o prato (absurdo isso, jurado é jurado e competidor é competidor, não tem nada que ficar misturando as coisas..........não passou de um teatrinho ridículo para agradar os telespectadores que, a essa altura, já estavam, em sua grande maioria, cegamente odiando o Marcelo).




Bom, como todos sabemos muito bem, a Dayse foi a vencedora da prova.........e o que eu tenha a dizer sobre isso é que: os pratos do Ivo e do Dário estavam claramente muito mais complexos que o dela, mas não tem como fazer um "balanço justo" de quem é que deveria ter sido eliminado, pois a Dayse ficou com uma proteína bastante difícil de combinar e em clara desvantagem por isso.........mas quem provocou essa desvantagem?! A própria produção da Band, que permitiu que um competidor já semi-finalista interferisse em uma prova tão importante como essa.............enfim, as pessoas ficaram tão cegas de ódio do Marcelo que não viram que tudo foi um teatro propositalmente armado pela produção para colocar as pessoas a favor da Dayse.





PROVA COM PRODUTOS VINDOS DIRETAMENTE DO PRODUTOR


A última prova que vou comentar é a que selecionou o primeiro finalista (no caso, o Marcelo), em que os competidores tiveram que montar pratos usando os produtos trazidos pelos produtores e depositados na mesa:



A avaliação do prato do Marcelo foi bastante coerente e ele mereceu ser o vencedor da prova, então não há necessidade de comentá-la aqui. Vamos apenas comentar a dos outros dois competidores, que foi um pouco estranha...........começando com a do Dário, que fez este prato aqui:




Os jurados, principalmente o Fogaça e o Jacquin, acabaram com o menino: o Jacquin disse que estava horrível, que era comida de outro planeta.........o Fogaça então, nem se fala né, cantou "Ciranda Cirandinha" para debochar da apresentação do prato, que, segundo ele, era infantil. A Paola fez um discurso mais sensato, sem humilhar e debochar, mas mesmo assim fez uma avaliação bastante negativa............e aí eu fico pensando: será que estava tão ruim assim? Eu particularmente gostei da apresentação, não achei infantil nem nada. Quanto ao sabor, não dá para saber, mas, sinceramente, duvido que estava tão ruim assim...............por mim isso tudo foi parte de uma estratégia para fazer o público acreditar que o Dário era um competidor fraco e que merecia ser eliminado.............




Bom, agora vamos analisar o prato da Dayse..........ela estava bem confusa no começo da prova e não sabia o que fazer..............e quando ela não sabe o que fazer, ela faz o que?! Acertou de novo, massa.........




Com tanta coisa que poderia ser usada (dry aged, galinha d'angola, etc), a Dayse faz o prato mais sem graça e simples que alguém poderia elaborar em uma prova dessas. Dos jurados, apenas o Fogaça comentou que, nessa altura do campeonato, ela deveria ousar mais. A Paola só ficou enrolando, disse que estava muito bom, mas que teria montado de outro jeito e ficou um tempão descrevendo de que jeito ela teria montado. O Jacquin também disse que estava bom, mas que tinha um excesso de açafrão e que a ideia era boa, só que deveria ser mais completa............







Estão vendo a diferença GRITANTE para com a avaliação do Dário?! O coitado se arriscou e fez um prato bem mais ousado e criativo e foi duramente criticado (de um jeito até antiético) pelos jurados. Já a Dayse faz um prato super simples - sem aproveitar os melhores produtos que tinha à disposição dela - e bem aquém do que se esperar de alguém que está competindo por uma vaga na final e aí o que acontece?! Os jurados agem como se estivesse tudo bem............muito estranho, não?! Como eu disse, acho que foi tudo uma estratégia para "enfraquecer" o Dário aos olhos do público, além de deixar o rapaz já emocionalmente desestabilizado para a prova de eliminação. E, por falar em prova de eliminação.........





Repararam algo estranho nessa prova?! Pense bem: é uma prova que claramente beneficia quem tem mais experiência com massa............e, para quem não se lembra, a Dayse já trabalhou em um restaurante italiano.........seria sorte? O destino? Ou uma ajudinha da Band que já havia previsto que ela provavelmente iria para a prova de eliminação? 





Claro que o Dário se atrapalhou muito mais (como eu havia dito, a avaliação excessivamente dura na primeira prova o deixou emocionalmente abalado e ele ainda teve que lidar com uma prova de eliminação que não era o seu forte) e não conseguiu reproduzir o prato tão bem quanto a Dayse...............repare que, ao avaliar o prato dele, os jurados foram bem mais "mansinhos" do que na avaliação anterior, isso porque não havia mais necessidade de tentar enfraquecê-lo, pois a eliminação dele já estava mais que "justificada". 







Enfim, o que podemos concluir é..........


A Dayse é uma ótima cozinheira e merece nosso total respeito e admiração, mas ela claramente não consegue elaborar pratos tão ousados e complexos quanto alguns dos competidores e, já vendo isso, a produção da Band planejou o teatro completo: 

- começou com a Ana Paula batendo na tecla do "machismo na cozinha" durante a entrevista pós-eliminação sempre que alguma mulher era eliminada; 

- depois tentaram ir atrás da "figura machista" que causaria repúdio no público e acredito que até pensaram no Ivo (por causa do comentário de mandar a Dayse ir varrer o chão), mas viram que o Marcelo iria se encaixar muito melhor no papel; 

- armaram a armadilha perfeita para o bobão do Marcelo e este caiu que nem um patinho (aliás, caiu até melhor do que se podia esperar né, porque ele foi tão arrogante que cavou boa parte da sua cova sozinho); 

- a maioria dos telespectadores passaram a torcer pela Dayse e ficaram "cegos" para esse farsa toda..............


Só que a farsa da final foi TÃO escancarada, que muitos de nós (como eu) passaram a enxergar que, não apenas a final, mas a temporada TODA foi uma farsa.............e, além disso, esse teatro ridículo da Band não saiu tão bem quanto eles queriam porque a Dayse está longe de ser a "vítima perfeita". Ela não se considera vítima e nem concorda com esse exagero todo que as pessoas fazem sobre o "machismo na cozinha profissional". Ela mesma falou, em entrevista com a Veja, que o "machismo" (as aspas são da própria Dayse) na cozinha é culpa das próprias mulheres. Confira essa parte da entrevista, em que ela discute essa questão envolvendo as mulheres na cozinha profissional, no minuto 4:45 a 9:40 do vídeo:


   


Sempre admirei muito a Dayse, gosto muito desse jeito dela de enfrentar as coisas e eu já torcia por ela há muito tempo, muito antes da Band armar esse teatrinho ridículo para fazer com que a maioria das pessoas torcessem por ela. Como eu já disse, mesmo que ela não seja a cozinheira mais criativa e ousada (e, por isso, não deveria ter ganhado o programa), ela mostrou que é uma excelente chef e que merece nosso total respeito e admiração e, depois de ver como ela pensa sobre esse exagero todo envolvendo o "machismo na cozinha profissional", a admiro ainda mais. 



Bjinhos ultra revoltados com a Band (mas ainda assim amando a Dayse), 


Tati.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...